O que é Tempo na Música? E Compasso Musical? Descubra aqui…

Muito se fala em Tempo Musical e Compasso Musical. E apesar deles serem tópicos extremamente importantes para qualquer músico, muitos simplesmente os desconhecem.

Ao ouvir uma música, muitas vezes, mesmo que inconscientemente, marcamos o ritmo dela ao bater os pés.

Nesta marcação, as batidas ocorrem em intervalos regulares de tempo. Ao agruparmos essas batidas em blocos iguais, temos o Compasso.

É importante compreender que Tempo Musical e Compasso estão diretamente relacionados. Podemos pensar que um complementa o outro.

>> Clique aqui e aprenda tudo sobre Teoria Musical!

Importante: Para compreender bem este assunto, recomendamos que você possua conhecimento sobre as figuras de som.

Tópicos abordados aqui:

Tempo Musical e Compasso

Por definição, compasso é a divisão da música em trechos menores, que se repetem de forma padronizada.

Segundo Bohumil Med (1996):

“Compasso é a divisão de um trecho musical em séries regulares de tempos; É o agente métrico do ritmo.”

A divisão dos compassos é feita através de uma linha vertical. Esta linha é chamada de Barra de Compasso ou Travessão.

Para sinalizarmos o final de um trecho da música, ou o fim da música, colocamos o símbolo Travessão Duplo:

barras-de-compasso-e-travessao-duplo

Tipos de Compasso Musical

Os tipos de compasso são representados pela Fórmula de Compasso, que é escrita em forma de fração no início de cada música.

formula-de-compasso

Para compreender como cada tipo de compasso musical se comporta na prática, precisamos estar atentos ao significado de cada um dos seguintes elementos:

  • Unidade de Tempos (U.T’s) – é representada pelo numerador da fração. Corresponde ao número de tempos (batidas) no compasso;
  • Unidade de Tempo (U.T) – é representada pelo denominador da fração. Corresponde a figura de som que ocupa cada tempo do compasso;
  • Unidade de Compasso (U.C) – corresponde a figura de som que ocupa o compasso inteiro. Diferentemente da U.T’s e da U.T, a U.C não vem indicada no pentagrama.
unidade-de-tempo-e-unidade-de-compasso

Para facilitar o entendimento da Unidade de Tempo, podemos substituir o denominador pela figura que simboliza cada tempo do compasso, como veremos a seguir em alguns exemplos:

unidade-de-tempo

Quais são os compassos musicais?

Existem diversos tipos de compasso, que são definidos a partir do número de tempos (batidas ou pulsações) que eles possuem.

Sendo assim, temos o compasso BinárioTernário e Quaternário.

Para identificarmos o tipo do compasso, devemos encontrar seu tempo forte e os tempos fracos que se sucedem:

  • Quando temos 1 tempo forte seguido de outro tempo fraco (totalizando dois tempos) dizemos que o compasso é Binário;
  • Quando temos 1 tempo forte seguido de 2 tempos fracos (totalizando três tempos) dizemos que o compasso é Ternário;
  • Quando temos 1 tempo forte seguido de 3 tempos fracos (totalizando quatro tempos) dizemos que o compasso é Quaternário;

Obs.: o primeiro tempo de qualquer compasso sempre será forte.

compasso-binario-ternario-e-quaternario

Agora, vamos falar um pouco mais sobre cada tipo de compasso.

Compasso Binário

Possui 2 tempos, sendo o primeiro o tempo forte e o segundo, o tempo fraco. Ele pode ser representado pelas frações:

tempo-forte-e-tempo-fraco

O compasso binário 2/2 também pode ser representado pelo seguinte símbolo:

compasso-2x2

O compasso binário é relativamente comum na música popular sendo marcante em diversos estilos como o samba, por exemplo.  Sugerimos a música Flor de Lis, de composição de Djavan, como exercício para identificar o compasso binário.

Compasso Ternário

Possui 3 tempos, sendo o primeiro o tempo forte e o segundo e terceiro tempos fracos. Ele pode ser representado pelas frações:

tempo-forte-e-fraco-ternario

Para compreender o compasso ternário podemos tomar a valsa como um bom exemplo, pois nela este tipo de compasso é bem característico. Também encontramos compassos ternários na música popular. Sugerimos a música Kiss From a Rose, interpretada pelo Seal, como exercício para identificar o compasso ternário.

Compasso Quaternário

Possui 4 tempos, sendo o primeiro o tempo forte, o segundo tempo fraco, o terceiro tempo meio forte e o quarto tempo fraco. Ele pode ser representado pelas frações:

tempo-forte-e-fraco-quarternario

O compasso quaternário 4/4 também pode ser representado pelo seguinte símbolo:

compasso-4x4

O compasso quaternário é o mais comum nas músicas populares. Assim como os outros ele pode ser encontrado em diversos estilos.

Mas para treinarmos este tipo de compasso o rock é um bom começo, pois trata-se de um ritmo de fácil identificação. Sugerimos a música Back in Black da banda AC/DC como exercício para identificar o compasso quaternário.

Compassos Simples e Compostos

Pra entender o que é Compasso Composto, temos que entender as diferenças em relação ao Compasso Simples.

Pra começar, é muito importante entender a subdivisão dos tempos em cada um dos tipos de compasso.

compasso-composto
Subdivisão dos tempos no Compasso Simples e Compasso Composto.

Como você pode observar na figura anterior, no compasso simples, podemos subdividir o tempo em duas partes iguais.

Enquanto isso, no compasso composto, cada tempo pode ser dividido em três partes iguais.

Compasso Simples

Os Compassos Simples são aqueles em que a Unidade de Tempo (U.T.) é uma figura de som divisível por 2:

unidade-de-tempo-tabela

Repare que a U.T. de cada compasso musical simples é formada a partir da soma de duas figuras com valores iguais.

Compasso Composto

Nos Compassos Compostos a unidade de tempo é uma figura pontuada divisível por 3:

unidade-de-tempo-compasso-composto

Repare que a U.T. de cada compasso composto é formada a partir da soma de três figuras com valores iguais.

No compasso composto, a U.T. sempre será pontuada.

Neste tipo de compasso o numerador continua nos mostrando o número de tempos (batidas/pulsações) totais do compasso, enquanto o denominador nos indica a figura que representa cada tempo e que, quando agrupadas de três em três, somam o total de tempos.

Para compreender melhor, podemos pensar que a pulsação deste compasso será formada pelo agrupamento de 3 figuras de tempo representadas pelo denominador (U.T.).

Dica – uma outra forma de entender o Compasso Composto

De acordo a escola francesa, um compasso composto é originado a partir de um compasso simples. Para isso, você deve multiplicar o numerador (U.T’s) por 3 e o denominador por 2 (U.T.).

Veja o exemplo a seguir:

compasso-composto-escola-francesa

Compassos Correspondentes

Cada compasso simples tem um compasso composto correspondente e vice-versa. Vale lembrar que o compasso composto terá sua Unidade de Tempo (U.T) pontuada.

Para converter um compasso simples em composto, devemos multiplicar o numerador (U.T’s) por 3 e o denominador (U.T) por 2.

Podemos também converter um compasso composto em simples, fazendo o procedimento inverso. Neste caso, devemos dividir o numerador (U.T’s) por 3 e o denominador (U.T) por 2.

Veja na figura a seguir um exemplo de conversão entre compassos correspondentes:

compassos-correspondentes

Contratempo

Podemos dividir cada Tempo Musical em partes de Tempo que se alternam entre partes fortes e fracas.

O contratempo acontece quando executamos as notas nos tempos fracos ou nas partes fracas dos tempos do compasso.

Desta maneira, entre cada tempo forte, preenchemos elas com pausas.

O ritmo do Reggae é caracterizado pelas suas acentuações marcantes no contratempo da música.

Veja nos exemplos a seguir alguns exemplos de como ocorrem os contratempos:

contratempo

Obs.: Para facilitar na contagem dos tempos, podemos “chamar” os contratempos de “e”. Desta maneira, em um compasso binário, por exemplo, contaremos os tempos e contratempos da seguinte maneira: 1, e, 2, e, 1, e, 2, e, 1, e…

O mesmo raciocínio se estende para todos os outros tipos de compasso.

Tocando no Tempo

Como sempre lembramos por aqui, de nada adianta você saber a teoria musical, se você não consegue aplicá-la no seu instrumento.

Tocar no tempo certo é essencial para qualquer músico. E para se acostumar a tocar desta maneira, aconselhamos fortemente que você treine com o Metrônomo.

O Tempo Musical é extremamente importante.

Se você ainda não sabe como utilizar o metrônomo, não tem problema. Aprenda aqui!

Bons estudos!

Gostou deste conteúdo? Tem alguma dúvida? Comente e compartilhe com seus amigos!

Acelere Seu Aprendizado Musical

Já imaginou dominar tudo sobre FORMAÇÃO DE ACORDES, ESCALAS, CAMPO HARMÔNICO, LEITURA DE PARTITURA, RITMO E MODOS GREGOS?

Pois é, temos um material completo e riquíssimo para que você possa aprender todos esses assuntos: Nosso Combo 5 em 1 da Teoria Musical e Harmonia.

São 5 e-books sobre todos esses assuntos + 2 aulas sobre harmonia no tom menor + áudiocurso sobre intervalos para treinar seu ouvido.

E o melhor de tudo, tudo isso com uma condição incrível: Leve 5 e pague 1.

Confira todos os detalhes de oportunidade clicando no botão abaixo.

Quero saber mais!

Deixe um comentário